Home >> Notícias >> Você sabe comprar os serviços de perfuração de um poço?

Você sabe comprar os serviços de perfuração de um poço?

Você sabe comprar os serviços de perfuração de um poço?

A água subterrânea deve ser protegida, pois assim como é difícil contaminá-la, também é difícil a sua descontaminação. Existem várias formas de contaminação da água subterrânea, como o manejo agrícola inadequado, sumidouro de esgoto não tratado, ligação clandestina de esgoto na água pluvial, aterramento de buraco ou cisterna com resíduos contaminados, efluentes industriais, lixo em terrenos baldios, etc.

Quando um poço produz água contaminada, pode ser devido à contaminação do aquífero. No entanto, estudos demonstraram que a causa da contaminação da água dos poços foi, na maioria dos casos, a má construção dos mesmos. Ou seja, falta de proteção sanitária.

Quem contrata os serviços de perfuração de poço, espera conseguir água de boa qualidade e em quantidade suficiente para suas necessidades.

Por ser uma obra complexa, executada abaixo da superfície, frequentemente o interessado não tem conhecimento técnico para saber o que especificar ou exigir do perfurador do poço.

Existem inúmeras publicações que pretendem orientar o contratante de um poço. Quanto aos vários aspectos técnicos e legais envolvidos, destacamos a publicação da ABAS (Associação Brasileira de Águas Subterrâneas) na página http://www.abas.org/publicacoes_dicas.php.

Vários aspectos devem ser considerados no projeto de um poço. Os principais são: a vazão requerida, o tipo de aquífero e seu modo de ocorrência na área. Estas especificações determinarão o diâmetro e faixa de profundidade a serem alcançadas.

Proteção Sanitária de Poços Artesianos

Neste artigo, tentaremos explicar apenas um item de fundamental importância na construção de um poço, a sua proteção sanitária. Será utilizado como exemplo, um poço perfurado na região de Goiânia, executado em um aquífero fissural (rocha fraturada) coberto por um mano de alteração relativamente espesso, que funciona como aquífero poroso. A transição entre os meios poroso e fissural, é gradativa e os dois meios estão interligados formando um único aquífero.

O que é a proteção sanitária?

Quando um poço é construído, no furo aberto pela perfuratriz é colocado um tubo, chamado revestimento. O furo tem que ter um diâmetro bem maior que o diâmetro externo do revestimento. Caso contrário, o atrito entre o revestimento e a parede do furo impede a descida do revestimento.

Uma parte desse tubo possui pequenas aberturas, por onde a água entra, chamada de filtro. Por fora desse conjunto, entre a parede externa do tubo e a parede do buraco, é colocado um cascalho chamado de pré-filtro, que tem a função de estabilizar as paredes do furo e reter partículas da formação.

Ocorre que, o pré-filtro é muito permeável. Se colocado próximo à superfície, funciona como um condutor de contaminação até a zona de transição, solo/rocha alterada e fraturada.  Consequentemente a principal parte produtora do aquífero será contaminada.  Deve ser colocado então, no espaço anular entre a parede do poço e o revestimento, um material impermeável como pasta de cimento e/ou argila.

Existem diferentes técnicas construtivas de poços. Os exemplos, mostrados nas figuras a seguir, são apenas ilustrativos para o caso de um local com rocha fraturada sob espesso manto de alteração, a exemplo do que ocorre na região onde se situa Goiânia.

Figura 1- Ilustração esquemática de um poço sem o revestimento e completação.   Normalmente perfura-se primeiro a parte superior, onde as paredes do poço são mais instáveis, com um diâmetro maior. Nesta parte serão colocados o revestimento e a seção de filtros. Depois, a perfuração prossegue na rocha mais firme, trecho que normalmente não é revestido quando se trata de rocha resistente.

Figura 2- Ilustração esquemática de um poço revestido, sem proteção sanitária. O espaço entre a parede externa do revestimento e a parede do poço é preenchido com material altamente permeável (cascalho, brita ou o pré filtro). Quando o poço é bombeado o nível d'água abaixa no material permeável, induzindo o fluxo de água contaminada para baixo.